RESENHA: PARA SEMPRE MINHA GAROTA

08:00


Editora: Charme
Autor: Heidi McLaughlin
Série: The Beaumont, livro 01
Páginas: 222
Estrelas: ⭐⭐⭐


Não era para eu ser um rock star. Minha vida já tinha sido toda planejada para mim. Jogar futebol americano na faculdade. Entrar para a NFL. Me casar com minha namorada do colégio e viver feliz para sempre com ela.
Parti o coração de nós dois quando falei que estava indo embora. Eu era jovem. Tomei a decisão certa para mim, mas a decisão errada para nós. Coloquei toda a minha alma na minha música, mas nunca a esqueci. Seu cheiro, seu sorriso.
E agora eu vou voltar.
Depois de dez anos.
Espero que possa explicar tudo isso, depois de tanto tempo.Ainda quero que ela seja para sempre minha garota.

Toda vez que eu resolvo reler um livro que li entre 2012e 2013, eu acabo não gostando tanto quando me lembro ter gostado. Em geral, essas histórias acabam perdendo uma estrela em suas avaliações, porém quando reli Para sempre minha garota, eu passei a gostar mais do livro, principalmente da escrita da autora.

Pra sempre minha garota tem seus momentos previsíveis, até porque você sabe que o casal vai terminar junto e não existe outra opção de final. Contudo, a forma como isso acontece, principalmente na parte que envolve desenvolvimento de personagens, foi surpreendente. Eu consegui entender cada pensamento confuso da Josie com relação ao Liam, assim como eu compreendi os motivos dele para ter ido embora da maneira que ele foi.


Nada nesse romance acontece de forma apressada ou atropelada, tudo tem seu tempo, e apesar de ter apenas 222 páginas, Heidi McLaughlin conseguiu fazer render. Eu fui cativada pelas histórias dos personagens secundários e terminei o livro desejando mais e mais.

A única coisa que, para mim, deixou a desejar foi o fato dos relacionamentos familiares terem sido pouco abordado, principalmente com relação ao pai do Liam. Também senti falta dos pais da Josie, que foram importante na vida dela no tempo em que Liam estava longe. Mas quando ele apareceu, a ausência dos seus pais deixou transparecer que a Josie só precisava deles quando era conveniente a ela.

O livro virou filme e foi lançado em janeiro de 2018, mas infelizmente ainda não tive a oportunidade de assistir. Porém, fiquei bem chateada que na adaptação trocaram o filho do casal, que no livro se chama Noah (um menino), por uma menina. Eu fiquei bem apegada ao Noah ao longo dos livros - ele tem uma participação bem importante e acabou ganhando sua própria história em Holding Onto Forever - mas vida que segue, não é mesmo?

Quem já leu a história da Josie e do Liam? O que acharam? Se não leram ainda e gostam desse gênero, super vale a pena! 

Beijos,

You Might Also Like

0 comentários