RESENHA: P.S.: AINDA AMO VOCÊ

08:00







Editora: Intrínseca
Autor: Jenny Han
Série: Para todos os garotos que já amei, livro 02
Páginas: 304
Estrelas: ⭐⭐⭐

Lara Jean sempre teve uma vida amorosa muito movimentada, pelo menos na cabeça dela. Para cada garoto por quem se apaixonou e desapaixonou platonicamente, ela escreveu uma bela carta de despedida. Cartas muito dela, muito pessoais, que de repente e sem explicação foram parar nas mãos dos destinatários.Em "Para todos os garotos que já amei", Lara Jean não fazia ideia de como sair dessa enrascada, muito menos sabia que o namoro de mentirinha com Peter Kavinsky, inventado apenas para fugir do total constrangimento, se transformaria em algo mais. Agora, em "P.S.: Ainda amo você", Lara Jean tem que aprender como é estar em um relacionamento que, pela primeira vez, não é de faz de conta. E quando ela parece estar conseguindo, um garoto do passado cai de paraquedas bem no meio de tudo, e os sentimentos de Lara por ele também retornam.Uma história delicada e comovente que vai mostrar que se apaixonar é a parte fácil: emocionante mesmo é o que vem depois.

Essa resenha contém spoilers do livro anterior, Para todos os garotos que já amei.

Pode-se dizer que após minha leitura de Para todos os garotos que já amei e toda a fofura de seus personagens, eu tenha ficado bem empolgada em pegar sua continuação. No entanto, às vezes acontece aquele ditado né, "expectativas fazem com que você dê com a cara no chão", um sentimento que me aconteceu enquanto lia o livro.

Não me levem a mal, eu gostei do livro. Mas o sentimento de fofura que prevaleceu no primeiro volume, acabou sendo suplantado por um retrocesso de desenvolvimento de personagem. Lara Jean acaba se perdendo dentro do ciúme que sente pelo relacionamento passado de Peter com Genevieve, comparando seu namoro e a si mesma constantemente, dando lugar a birras e brigas um tanto quanto infantis.

Já Peter Kavinsky acaba perdendo um pouco seu encanto de príncipe, pois fica mantendo segredos de Lara Jean e se mostra sempre a disposição de sua ex-namorada, causando uma falha de comunicação colossal, que só cria ainda mais barreiras para o casal. Até Josh desaparece quase que completamente da história, sendo que era considerado um grande amigo da família e tudo mais.

Todavia, aquilo que realmente acabou pecando para mim foi a criação de um novo triângulo amoroso. Mesmo depois de Josh e de vermos a força dos sentimentos entre Peter e Lara Jean, a autora nos introduz John Ambrose McClaren, cuja presença chega para abalar o emocional da protagonista. Conforme Peter aparece cada vez menos e suas atitudes ficam mais irritantes, John se torna o novo foco da história, caracterizado como o parceiro perfeito.


Apesar de tudo, a família Song continua sendo uma das melhores da literatura e o amor entre essas irmãs algo a ser almejado. Kitty continua minha personagem favorita, em suas atitudes tão carismáticas quanto sarcásticas. A preocupação das meninas com a vida amorosa do pai rende momentos divertidos e amorosos. Além disso, com o trabalho voluntário de Lara Jean no asilo, conhecemos Stormy, uma senhora de língua afiada, cuja personalidade explosiva faz um contraste interessante com a tranquilidade de Lara Jean.

Mesmo com esses pontos que me incomodaram, a narrativa de Jenny Han é leve e fluida, com uma pegada jovem e viciante, nos mostrando a trajetória dos personagens conforme eles se descobrem e amadurecem (nem tanto nesse volume), lidando com problemas diários adolescentes.

Até a próxima,

You Might Also Like

0 comentários