RESENHA: ENQUANTO O SOL BRILHAR

10:08


Editora: Independente
Autor: Juliana Parrini
Páginas: 477
Estrelas: ⭐⭐⭐

Mariana vive na monótona - e provinciana - cidade de Vila Rica. Filha única de pais amorosos, desde criança foi testemunha de um amor verdadeiro.
A jovem professora divide seu tempo entre as aulas que ministra para crianças na escola, a faculdade de administração e o trabalho voluntário. Mas sua vida tranquila se transforma com a chegada de dr. Miguel Guimarães, um homem misterioso que coloca os seus pacientes em primeiro lugar.
Tentando vencer o desejo que sente de desvendar os segredos do médico, Mariana será inebriada por sentimentos até então desconhecidos. 
Mas nem sempre o passado pode ser esquecido, e ela sofrerá as consequências que um grande segredo pode causar.
Quando a amizade se transforma em encantamento e admiração, o amor é uma questão de tempo.


Adoro histórias que se passam em cidades pequenas onde há toda a união da comunidade para alcançar algum objetivo e esse livro tem muito disso, principalmente por parte da protagonista. Enquanto o sol brilhar é um livro completo que, quando chegou ao fim, eu senti que tudo foi respondido e encerrado de uma maneira fofa e linda com um epilogo <3

Eu gostei da Mariana, a protagonista; entendi suas motivações apesar de não concordar com certas atitudes, porém, isso faz parte das suas decisões que a fizeram amadurecerDr. Miguel, o mocinho da história, é um cara misterioso que apareceu na cidade quando todos mais precisavam de um médico e é impossível não ficar cada vez mais interessado pelo novo morador.

O livro é narrado em primeira pessoa e apenas pelo ponto de vista da Mariana, e apesar da história ter sido bem concluída, senti falta da visão do Miguel em alguns momentos para completar certos acontecimentos com a sua versão. Com a protagonista contando a sua história, foi dada a oportunidade de acompanhar o relacionamento dela com seus pais e as influencias que cada um passou para ela. 

O meu maior problema com a história foi o fato de que eu não conseguir me emocionar com os personagens. O livro tinha potencial para muita emoção e lagrimas com as reviravoltas que eu não esperava acontecerem, porém, algo fez com que eu não me apegasse o suficiente com os personagens, me fazendo não me emocionar, que era algo que eu esperava que acontecesse.

Mais um livro da Juliana Parrini para lista de lidos. "Enquanto o sol brilhar" é um romance que tinha todo o potencial do mundo para me fazer chorar oceanos, mas algo, que eu não sei dizer ao certo o que é, fez com que isso não acontecesse. Todavia, é um livro da Juliana, então sempre vale a pena a leitura. 

Quem também é fã da Ju Parrini e não vê a hora de poder conferir seus próximos lançamentos?

Beijão,

You Might Also Like

0 comentários