RESENHA: BATMAN - CRIATURAS DA NOITE

08:00


Editora: Arqueiro
Autor: Marie Lu
Série: Lendas da DC, livro 2
Páginas: 256
Estrelas: ⭐⭐⭐⭐⭐💗
GOODREADS | SKOOB | AMAZON 
**Cortesia da editora para uma resenha com uma opinião honesta**

As criaturas da noite estão caçando a elite de Gotham. Bruce Wayne é o seu novo alvo.
Bruce Wayne está prestes a completar 18 anos e herdar a fortuna de sua família, além do controle das indústrias Wayne. No entanto, no dia do seu aniversário, ele faz uma escolha impulsiva e é condenado a prestar serviço comunitário no Asilo Arkham, uma mescla de prisão e hospital psiquiátrico onde estão detidos os criminosos mais desequilibrados da cidade.
Lá ele conhece Madeleine, integrante das Criaturas da Noite, um grupo radical que deseja acabar com a elite de Gotham. Até então, a moça se recusava a confessar seus crimes ou informar à polícia os futuros ataques que planejavam, mas ela resolve se abrir para Bruce Wayne, dando início a um perigoso jogo de sedução e inteligência.
Será que o jovem Wayne vai conseguir convencê-la a revelar todos os seus segredos ou ela está apenas manipulando-o para arruinar Gotham? Enquanto o golpe final das Criaturas da Noite se aproxima, Bruce percebe que não é tão diferente de Madeleine. E, mesmo longe de se tornar o Cavaleiro das Trevas, precisará provar que está preparado para deter uma das maiores ameaças que Gotham já presenciou.

Essa série, Lendas da DC, está sendo uma surpresa maravilhosa. Eu empolguei para ler por causa da Leigh Bardugo e Sarah J. Maas, mas Batman me fez empolgar para Marie Lu. Nunca tinha lido nada dela, mas corrigir esse problema como esse livro e me encantei pela escrita dela.

Batman não é o meu personagem favorito entre os heróis da DC, porém a leitura de Batman: criaturas da noite me surpreendeu e a forma como a autora desenvolveu o personagem foi tão boa, que talvez eu dê outra oportunidade a Bruce Wayne para chegar a minha lista de favoritos.



A narrativa apresenta um Bruce que acabou de completar 18 anos e que precisa prestar serviço comunitário por ter interferindo em uma perseguição policial — Bruce já se preparando para ser o Batman no futuro. E foi interessante acompanhar o lado jovem do personagem enquanto ele navegava pelos mistérios obscuros de Gotham.

O livro foi uma surpresa do início ao fim. Eu esperava que a Marie Lu fosse seguir com a história por um caminho, estilo o que foi feito em Mulher Maravilha: sementes da guerra. Contudo, ela fez totalmente diferente, o que foi o ideal para o livro que ela foi construindo. Os personagens, tanto os principais quanto os secundários, foram bem desenvolvidos e todo mundo teve seu tempo, ou seja, ninguém estava ali apenas para fazer figuração.

Mesmo com poucas páginas, eu não senti falta de nada conforme o livro foi se encaminhando para um desfecho. A história, além de bem pensada, foi extremamente bem executada, finalizando todos os pontos em aberto que a autora foi deixando ao longo dos capítulos. 

Quem é fã da Marie Lu também acha que eu já deveria ter lido mais livros dela? E quem está acompanhado essa série sobre os heróis da DC? Eu já estou louca por Mulher-gato, que vai ser escrito pela Sarah J. Maas!

Beijão,

You Might Also Like

0 comentários