RESENHA: UMA DOBRA NO TEMPO

08:19


Editora: HarperCollins Brasil
Autor: Madeleine L'Engle
Série: Time Quintet, livro 01
Páginas: 240
Estrelas: ⭐⭐⭐
GOODREADS | SKOOB | AMAZON
**Cortesia da editora para uma resenha com uma opinião honesta**
Um clássico da fantasia e da ficção científica emerge!
Era uma noite escura e tempestuosa; a jovem Meg Murry e seu irmão mais novo, Charles Wallace, descem para fazer um lanche tardio quando recebem a visita de uma figura muito peculiar.
“Noites loucas são a minha glória”, diz a estranha misteriosa. “Foi só uma lufada que me pegou de jeito e me tirou da rota. Descansarei um pouco e seguirei meu rumo. Por falar em rumos, meu doce, saiba que o tesserato existe, sim.”
O que seria um tesserato? O pai de Meg bem andava experimentando com a quinta dimensão quando desapareceu misteriosamente... Agora, com a ajuda de três criaturas muito peculiares, chegou o momento de Meg, seu amigo Calvin e Charles Wallace partirem em uma jornada para resgatá-lo. Uma jornada perigosa pelo tempo e o espaço. Uma dobra no tempo é uma aventura clássica, que serviu de inspiração para os mestres da fantasia e da ficção científica do mundo, agora adaptada para os cinemas pela Disney. Junte-se à família Murray nesta jornada, entre criaturas fantásticas e novos mundos jamais imaginados.

Um sci-fi infanto-juvenil que me surpreendeu e me decepcionou ao mesmo tempo, contudo, no fim, eu adorei e não vejo a hora de ler a sequência. Confuso, eu sei, mas explicarei.

Uma dobra no tempo é o primeiro volume de uma série de cinco livros lançado, originalmente, em 1963. A narrativa do livro é leve, simples e ideal para crianças na faixa dos 10 anos para começar a se aventurar no mundo das fantasias e ficção científica. A forma como são introduzidos os elementos fantásticos e a ciência ao decorrer do livro é, ao mesmo tempo, simples e complicada, porque o conceito é complicado, mas a forma como a Madeleine L'Engle explicou, fez parecer simples.

A simplicidade do livro foi um incômodo para mim em alguns momentos porque, ao mesmo tempo que o conceito da história é bem introduzido explicado, o desenvolvimento dos personagens e seus relacionamentos são deixados de lado. Acredito que a razão para isso seja porque o livro é mais infantil e eu, por outro lado, estou acostumada a livros que focam mais no desenvolvimento dos relacionamento, sejam amorosos ou não, com a mesma importância que o progresso da história central.


Toda a explicação por trás da jornada dos protagonistas é interessante e me fez querer saber mais e mais do universo criado pela autora. E, mesmo sentido falta de um maior desenvolvimento dos relacionamentos, a história por trás da dobra no tempo me deixou satisfeita. Contudo, eu dei três estrelas porque mesmo com tendo ficado encantada com toda a magia que a Madeleine criou, eu queria mais dos personagens.

O livro foi adaptado e será lançado nas telonas em Março e eu estou super animada, porque, pelos trailers, o filmes parece que será bem fiel.




Se você ainda não leu esse livro, vale a pena dar a oportunidade antes do lançamento do filmes. E aproveitar essa edição maravilhosa da HarperCollins Brasil.

Beijos,

You Might Also Like

2 comentários

  1. Um muito bom filme que vale a pena ver. O filme é uma viagem cheia de diversão, emoção e aventura. Chris Pine fez um excelente trabalho, seus trabalhos sejam impecáveis e sempre conseguem transmitir todas as suas emoções, é um ator que as garotas amam por que é lindo, carismático e talentoso. Mulher Maravilha é um dos seus filmes mais recentes dele, é maravilhoso! Este ator nos deixa outro projeto de qualidade, de todas as suas filmografias essa é a que eu mais gostei, acho que deve ser a grande variedade de talentos. É uma história sobre sacrifício, empoderamento feminino e um sutil lembrete para nós, humanos, do que somos capazes de fazer uns com os outros. O ritmo é bom e consegue nos prender desde o princípio. É um dos melhores filmes ação gostaría que vocês vissem pelos os seus próprios olhos. Se ainda não viram, deveriam e se já viram, revivam a emoção que sentiram. Eu gosto da forma em que ela esta contada, faz a historia muito mais interessante. Gal Gadot é ótima porque mostrou com perfeição a jornada de uma deusa, uma guerreira e uma mulher. Ela e Chris Pine são uma mistura perfeita. Eu recomendo!

    ResponderExcluir
  2. Isso é algo que eu aplaudo toda vez que a versão cinematográfica de um livro é lançada: a venda de uma nova edição. O filme foi excelente, eu me diverti muito com isso. Chris Pine também fazia parte de mulher maravilha elenco onde ele fez um ótimo desempenho. Ele sempre surpreende com os seus papeis, pois se mete de cabeça nas suas atuações e contagia profundamente a todos com as suas emoções. Além, acho que a sua participação neste DC comics filme realmente ajudou ao desenvolvimento da história.

    ResponderExcluir