RESENHA: MULHER MARAVILHA - SEMENTES DA GUERRA

10:31


Editora: Arqueiro
Autor: Leigh Bardugo
Série: Lendas da DC, livro 1
Páginas: 400
Estrelas: ⭐⭐⭐⭐⭐💗
GOODREADS | SKOOB | AMAZON 
**Cortesia da editora para uma resenha com uma opinião honesta**
Antes de se tornar a Mulher-Maravilha, ela era apenas Diana.
Filha da deusa Hipólita, Diana deseja apenas se provar entre suas irmãs guerreiras. Mas quando a oportunidade finalmente chega, ela joga fora sua chance de glória ao quebrar uma lei das amazonas e salvar Alia Keralis, uma simples mortal.
No entanto, Alia está longe de ser uma garota comum. Ela é uma semente da guerra, descendente da infame Helena de Troia, destinada a trazer uma era de derramamento de sangue e miséria. Agora cabe a Diana salvar todos e dar seu primeiro passo como a maior heroína que o mundo já conheceu.

Quando foi anunciado o projeto Lendas da DC, eu fiquei feliz, mas quando li que a Leigh seria uma das autoras, eu surtei. Eu adoro a escrita dela e como ela consegue fazer reviravoltas inimagináveis, então minhas expectativas estavam altas para essa leitura. Porém, ela conseguiu superar as essas expectativas e ir além.


Essa vai ser uma das resenhas mais difíceis que eu já escrevi simplesmente porque é quase impossível colocar em palavras tudo o que eu achei desse livro. A Leigh criou um plot twist que me deixou desnorteada e quando eu achava que era uma coisa, ela foi e mostrou que é capaz de tudo... Até de iludir o leitor dessa forma.

A forma como a autora levou história me lembrou um pouco o filme que foi laçando esse ano, 2017, o que eu achei ótimo, porque pude vê duas perspectivas similares porém completamente diferentes da mesma personagens. Complexo, eu sei. A Diana criada pela Bardugo é poderosa, incrível e tem dilemas como qualquer outra pessoa – adolescente – e eu queria ser amiga dela.


As descrições dos ambientes foram fenomenais, principalmente de Temiscira. Tudo ficou muito claro na minha mente conforme eu lia, mas depois de ler a trilogia Grisha, eu não esperava nada diferente. Contudo, o que me ganhou foram as descrições das batalhas. Durante a leitura, eu consegui visualizar tão claramente as lutas que parecia que eu estava junto aos personagens vivenciando aquilo.

Acredito que eu já tenha falado demais e o elemento surpresa é essencial para essa leitura. Terminei esse livro quero mais sobre a Diana e todos os outros personagens incríveis que foram criados. E agora eu mal posso esperar pelos próximos livros, principalmente pelo livro da Sarah J. Maas sobre a Mulher-Gato.

Quem já leu essa maravilha? O que acharam?

Beijão,

You Might Also Like

0 comentários