RESENHA: RAPTADA POR UM CONDE

06:00


Editora: Harper Collins
Autor: Stephanie Laurens
Série: As irmãs Cynster, livro 3
Páginas: 416
Estrelas: ⭐⭐⭐⭐
GOODREADS | SKOOB | AMAZON
**Cortesia da editora para uma resenha com uma opinião honesta**


Londres, 1829. Angélica Cynster decidiu comparecer ao sarau na casa de lady Cavendish como parte da estratégia para encontrar o seu herói e futuro marido. Ela sabia que o reconheceria à primeira vista. Por isso, quando notou a presença de um nobre misterioso, ela soube que era o seu escolhido. Apesar do aparente interesse, ele não fazia nenhum movimento para se aproximar, e paciência nunca foi o forte de Angélica. Confiando no seu instinto e na sorte que o amuleto da Senhora lhe dava, decidiu dar o primeiro passo e se aproximar daquele homem enigmático. Tudo ia bem no seu primeiro encontro, até que uma atitude do seu herói a faz questionar as intenções dele: Angélica acabara de ser sequestrada! Fechando a trilogia das irmãs Cynster, Raptada por um Conde revela a verdade sobre os sequestros das Cynsters. O desfecho dessa intriga depende da ajuda que Angélica pode oferecer a Dominic. Um enredo com personagens audaciosos e uma trama misteriosa e cheia de aventuras que vai conquistar o público.

Essa resenha contém spoilers dos livros anteriores, Conquistada por um visconde e Salva por um cavalheiro, por tanto, recomendo que tenha lido eles primeiro antes de ler esta resenha. 


FINALMENTE VAMOS SABER O PORQUÊ DA TRETA MEU POVO. Raptada por um conde finalmente vem para responder todas as perguntas que rodearam nossas lindas cabeças nos livros Conquistada por um visconde e Salva por um cavalheiro.




No terceiro livro, temos Angélica como protagonista, e conhecemos apenas algumas características dessa personagem por conta de suas irmãs. Entretanto, ver isso na mesma foi bem empolgante, apensar de ser a mais nova do grupo e realmente estar em idade para casar. Angélica tem a convicção que vai saber quem é o seu ‘herói’ assim que pousar os olhos nele, por causa disso, sua pequena arrogância, toda história começa.

Assim devo dizer que o que eu mais gosto em Angélica é o fato de que quando ela põe algo na cabeça, ela segue isso até o fim. Ela pode ficar medo, pode até ficado confusa em alguns momentos, mas Angélica é determinada até o último osso do corpo. Com isso, ela não cai em contradição o que é muito comum nesses casos. 


Dominic foi um personagem que eu esperava mais. Um grande líder de um clã na Escócia, amado e respeitado por seu povo e teve sua presença COMPLETAMENTE apagada por conta da imposição de Angélica. A personagem, em alguns momentos, conseguia brilhar mais que ele, quebrando o equilíbrio, trazendo, assim, um certo desconforto para quem leu os outros livros e esperava um personagem mais obstinado. 

Eu achei fraco para tudo que ele foi antes; um tanto inseguro, talvez. Para mim, pareceu um cordeiro na pele de um lobo. Contudo, quando não sentia Angélica roubando a cena, os dois trabalhavam muito bem a composição de fogo (ela) e gelo (ele).



Dito isso, preciso dizer algo que me decepcionou: o fato de grande parte do livro não se passar nas terras dele. Eu esperava muito por esse momento e até por conta do que ocorreria lá. Assim, achei que a autora, Stephanie Laurens, pecou um pouco nisso. Foi bom porque criou um laço entre os protagonistas, porém enrolou muito, e quando chegou lá, tudo foi muito rápido.

No geral achei que o livro encerrou bem a trilogia e conseguiu me fazer ficar louca por querer mais dessa família. Quero os livros que vieram antes, quero ler sobre os irmãos delas até porque, nesse livro achei a família Cynster mais presente do que nunca.

Antes de encerrar, uma coisa que eu não poderia deixar de comentar é a delicadeza que foi esse trabalho de capa. Trabalhar com esses tons, para mim, não é fácil, ainda mais quando em transparente há um alto relevo, que ficou sutil e deu um glamour total a capa, assim como nos outros livros, porém nesse ficou muito maravilhoso.

Comente aqui aquele livro que fecha bem a triolgia e te deixa querendo mais dos personagens.

XOXO.


You Might Also Like

0 comentários