RESENHA: CARRY ON - A ASCENSÃO E RUÍNA DE SIMON SNOW

08:00



Editora: Novo Século
Autor: Rainbow Rowell
Páginas: 448
Estrelas: ⭐⭐⭐⭐⭐

Simon Snow é um bruxo que estuda numa escola de magia na Inglaterra. Profecias dizem que ele é o Escolhido. Você pode até estar pensando que já conhece uma história parecida. O que você não sabe é que Simon Snow é o pior Escolhido que alguém já escolheu.
Poderosíssimo, mas desastroso a ponto de não conseguir controlar sequer sua própria varinha, Simon está tendo um ano difícil na Escola de Magia de Watford. Seu mentor o evita, sua namorada termina com ele e uma entidade sinistra ronda por aí usando seu rosto. Para piorar, seu antagonista e colega de quarto, Baz, está desaparecido, provavelmente maquinando algum plano insano a fim de derrotá-lo.

 
Bom, aqueles que leram "Fangirl" da Rainbow Rowell já conhecem pelo menos um pouco sobre Simon Snow e para aqueles que não leram, está tudo bem, não é necessário que o leiam antes desse. Se você não entendeu, aqui vai uma rápida explicação: em Fangirl, a personagem principal cresceu junto a uma série de livros intitulada Simon Snow (seria o nosso Harry Potter para eles) e como amor de fã nunca é demais, ela escreve uma série de fanfics focada no romance maravigay de Simon e Tyranus Basilton Grimm-Pitch, ou mais conhecido como Baz. A Rainbow quando terminou Fangirl achou que a história dos dois deveria ser contada e é por esse motivo que esse livro existe (e eu sou muito agradecida por isso).



MELHOR ROMANCE EVER! Sério, as pessoas não deveriam nem pensar duas vezes antes de comprar esse livro! Mas como eu sei que todo mundo sempre precisa de um empurrãozinho, aqui vai o meu: esse é o primeiro livro de fantasia escrito pela autora e ele é maravilhosamente engraçado e é claro que por ser da Rainbow vai ter muito romance fofinho de aquecer o coração também, mas o foco do livro está no mundo fantástico, em como os personagens estão inseridos nele e como isso os afeta.

Quem vê pode até pensar “Ahhh, é que nem Harry Potter!” e a resposta é NÃO, NÃO É. Só porque tem um mentor poderoso, um Escolhido e um arqui-inimigo numa escola de magia não significa que seja Harry Potter, até porque aqui tudo é bem diferente. Simon pode ser o Escolhido, mas ele odeia esse fardo e toda a atenção que lhe trouxe; Baz pode agir e parecer com um vilão, mas podemos ver que tem bom coração e que é apaixonado por Simon e às vezes o verdadeiro inimigo pode estar mais perto do que você pensa.

Os personagens do livro são maravilhosos e definitivamente Baz se tornou meu favorito (e o casal ganhou meu coração). Penélope, melhor amiga de Simon, é uma garota de personalidade forte e muito leal, mesmo que possa ser sincera demais e eu adoraria tê-la como amiga. E um ponto excelente do livro é ele ser narrado a partir de múltiplos pontos de vista, permitindo que você conheça bem cada um.



Quanto ao mundo mágico criado pela autora, ele é muito legal e divertido! A forma como os feitiços são praticados foi absurdamente original e engraçadíssimo, afinal imagine poder lançar um Quem não se escondeu, não se esconde mais! para revelar quem está se escondendo ou então, que uma cantiga de roda como Boi da Cara Preta expressado de maneira correta pode fazer todo um exército recuar? Se você gostou desses dois exemplos, eu te garanto que você vai amar – e rir – dos outros feitiços do livro. Outro pontinho a ser mencionada é como a autora trata sobre a sexualidade dos personagens de uma forma sutil e mais natural possível.

Por motivos de tamanho vou encerrar por aqui com um simples LEIAM E AMEM E DIVULGUEM ESSA MARAVILHA À TODOS!!!

Diga nos comentários qual romance fofinho você leu nesse ano.

Até a próxima,

You Might Also Like

0 comentários