RESENHA: A QUEDA DOS REINOS

08:00



Editora: Seguinte
Autor: Morgan Rhodes
Série: A Queda dos Reinos, livro 01
Páginas: 400
Estrelas: ⭐⭐⭐⭐

Nos três reinos de Mítica, a magia estava esquecida desde tempos imemoriais. Depois de séculos de uma paz mantida a muito custo, certa agitação começa a emergir. Enquanto os governantes lutam cegamente pelo poder, seus súditos têm suas vidas brutalmente transformadas com a eclosão repentina da guerra. É assim que o destino de quatro jovens - três herdeiros e um rebelde - acabam interligados para sempre.Um livro surpreendente que você não conseguirá parar de ler.Cleo, Jonas, Lucia e Magnus vão ter de lutar, cada um à sua maneira, em um mundo revirado pela guerra, onde imperam traições inesperadas, assassinatos brutais, alianças secretas e paixões arrebatadoras.

Quando uma série “explode” na internet e você é tão curiosa quanto eu, é imperativo que se compre o livro e veja se ele realmente é essa “Coca-Cola toda”. "A queda dos reinos" demonstrou nesse primeiro volume que tem potencial para se tornar excelente.



Somos apresentados, nesse primeiro volume, a três reinos bem distintos: Paelsia, com sua paisagem desolada, solos inférteis (menos para vinhos) e um povo considerado selvagem e bruto; Limeros, uma terra gelada comandada com mão de ferro pelo Rei Sanguinário (apelido carinhoso de seus habitantes); e Auranos, a única que permanece próspera e rica, apesar do desaparecimento gradual da magia nesse mundo.

Após a morte de um jovem paelsiano pelas mãos de um nobre auraniano, uma guerra é deflagrada entre esses três territórios que irá mudar a vida de nossos quatro narradores principais: a princesa Cleiona de Auranos; Jonas Agallon, irmão mais novo de Tomas, o jovem assassinado; o príncipe Magnus de Limeros e sua irmã Lucia Damora.

Fora essas quatro narrativas, há também capítulos narrados por um personagem do Santuário, um lugar onde seres míticos observam a vida humana. Não quero me aprofundar muito na história, pois acho que esse é um livro válido de você mergulhar sem muitas informações, onde você encontra uma fantasia que se baseia num sistema mágico elementar (ar, fogo, terra e água) em que os personagens fora se preocuparem com guerras territoriais, traições e intrigas da corte, também estão à procura de um poderoso artefato mágico.



Quanto aos personagens, a que mais se destacou aos meus olhos foi Lucia, que apresentou uma presença de espírito (ou determinação) maior que os outros narradores, fora que por uma clara diferença que possui dos outros, eu espero sinceramente que ela seja bem mais desenvolvida à frente. Porém, fiquei levemente desapontada com a princesa Cleo, que acabou não passando de uma menina mimada que se metia em um monte de enrascadas e só piorava a situação alheia (me lembrou muito a Clary, personagem da série "Os Instrumentos Mortais", da Cassandra Clare), mas espero ansiosamente pelo seu amadurecimento.

Já com os rapazes, Jonas é a mesma coisa que vários nadas, pois simplesmente me passou a ideia de que ele só era levado a fazer as coisas, assim como facilmente persuadido e em nenhum momento o vi impor sua vontade (fora que as partes dele com Cleo só me fazem pensar que ou ele quer dar uns tapas nela ou uns beijos, veremos nos próximos volumes), enquanto que Magnus conseguiu despertar minha simpatia pelo modo como sempre foi tratado por seu pai desde criança (tenho um fraco por rapazes que sobrevivem usando máscaras), mas ainda não consigo lidar com o relacionamento com seu interesse amoroso (querido, sai desse barco porque ele só vai afundar e te levar junto).

Ao todo saí com uma experiência positiva dessa leitura e um novo mundo fantástico para ser explorado, com um sistema mágico interessante e personagens intrigantes, fora o fato de que a autora parece não ter nenhum medo de matar alguns coadjuvantes importantes para o desenvolvimento de seus principais. Se você procura por uma nova fantasia, "A Queda dos Reinos" é uma ótima pedida.


SOBRE A SÉRIE:


Esse é o primeiro volume de uma série que vai conter seis livros, e como tal ele é bastante introdutório, nos apresentando os diferentes reinos, o sistema mágico e “pincelando” as características que delineiam nossos protagonistas. Por conta disso, ele serve como um aperitivo do que ainda está por vir com um final que nos deixa curiosos o suficiente para prosseguir com a história.

Já foram lançados pela editora Seguinte, os 4 primeiros livros da série. O livro 5, Tempestade de Cristal, já está em pré-venda, com o lançamento marcado para o final do mês de abril.

Diga nos comentários qual nova série/trilogia que você iniciou nesse ano!

Até a próxima,

You Might Also Like

0 comentários