RESENHA: SONATA EM PUNK ROCK

08:00


Editora: Gutenberg
Autor: Babi Dewet
Série: Cidade da música , livro 01
Páginas: 300
Estrelas: 4/5
GOODREADS | SKOOB | AMAZON 

Por que alguém escolheria uma orquestra se pode ter uma banda de rock? Essa sempre foi a dúvida de Valentina Gontcharov. Entre o trabalho como gerente do mercado do bairro e as tarefas de casa, o sonho de viver de música estava, aos poucos, ficando em segundo plano. Até que, ao descobrir que tem ouvido absoluto e ser aceita na Academia Margareth Vilela, o conservatório de música mais famoso do país, a garota tem a chance de seguir uma nova vida na conhecida Cidade da Música, o lugar capaz de realizar todos os seus sonhos.No conservatório, Tim, como prefere ser chamada, terá que superar seus medos e inseguranças e provar a si mesma do que é capaz, mesmo que isso signifique dominar o tão assustador piano e abraçar de vez o seu lado de musicista clássica. Só que, para dificultar ainda mais as coisas, o arrogante e talentoso Kim cruza seu caminho de uma forma que é impossível ignorar.Em um universo completamente diferente do que estava acostumada, repleto de notas, arpejos, partituras, instrumentos e disciplina, Valentina irá mostrar ao certinho Kim que não é só ele que está precisando de um pouco de rock’n’roll, mas sim toda a Cidade da Música.

Nós precisamos falar sobre Velentina ou melhor Tim!

Eu amei a protagonista de “Sonata em punk rock”, ela tem estilo, não se deixa levar pelos outros, se mete em confusões só por estar sendo legal, e ainda é uma garota como todas as outras que ficam de joelhos bambos quando o boy magia aparece.

Tim fala sobre feminismo e independência, mostra como é difícil conhecer a si mesmo e correr atrás dos sonhos. Sem duvidas uma protagonista que não vou esquecer tão cedo.



Kim, por sua vez, foi um personagem que várias vezes eu quis socar a cara dele, na boa, ele merecia algumas vezes. Contudo, a forma que a história vai explicando os porquês dele ser assim, você começa realmente a entender o cara e querer ser amiga dele (Não que ele fosse deixar, mas a gente tenta).



A série "Cidade da Música", por si só já é uma ideia muito interessante, ainda mais quando você vê que a história se passa no território nacional, trás tudo mais para perto.

Sobre a narrativa, a história é leve, você consegue sentir a angustia e as dúvidas da personagem, mas sem ser aquela coisa pesada. Não há pontas soltas na história, o que eu acho um ponto forte, mas claro que fica alguns questionamentos. Contudo, como vai ser uma série isso é super normal, já tô doida para querer saber mais sobre o próximo livro, já tenho minhas apostas de quem vai ser. Outra coisa que eu amei na narrativa de Babi foram as referências que ela usou isso me fez ficar mais conectada a personagem.

Somente no final que eu fiquei esperando algo que não ocorreu, isso me incomodou um pouco, não posso dizer o que é por que se não eu vou estar dando um spoiler, mas somente isso para mim na história ficou deixando desejar (Se alguém quiser saber o que é pergunta nos comentários).



Para deixar minha leitura emocionante, decidi ir na sessão de autógrafos da Babi aqui no Rio de janeiro, e ela foi uma fofa, fiz perguntas tirei duvidas. Ela se mostrou atenciosa em todos os momentos, comentando e me explicando as coisas. Sem duvida valeu muito a pena ficar na fila para conhecê-la.





Quem já leu o livro da Babi? Quem assim como eu já esta doida para a continuação de Cidade da música? Deixa um comentário aqui para a gente saber.

XOXO.

You Might Also Like

0 comentários