REVIEW: THE SILENT WATERS

08:00

Editora: BCherry Books Publishing
Autor: Brittainy C. Cherry
Série: Elementos, livro 3
Páginas: 316
Estrelas: 5/5 
GOODREADS | SKOOB | AMAZON 

**Cortesia da autora para um post com uma opinião honesta**

Moments.
Our lives are a collection of moments. Some utterly painful and full of yesterday's hurts. Some beautifully hopeful and full of tomorrow's promises.
I’ve had many moments in my lifetime, moments that changed me, challenged me. Moments that scared me and engulfed me. However, the biggest ones—the most heartbreaking and breathtaking ones—all included him.
I was ten years old when I lost my voice. A piece of me was stolen away, and the only person who could truly hear my silence was Brooks Griffin. He was the light during my dark days, the promise of tomorrow, until tragedy found him. Tragedy that eventually drowned him in a sea of memories.
This is the story of a boy and girl who loved each other, but didn’t love themselves. A story of life and death. Of love and broken promises.
Of moments.

The Silent Waters tem uma linha do tempo que conta a história dos personagens da infância até a vida adulta, mostrando todas as fases da vida dos protagonistas. Assim, o leitor consegue acompanhar cada passo do desenvolvimento do livro.

Nesse terceiro volume da série Elementos, a água é o objeto em questão e todo o significado por trás disso gira ao redor do  trauma que a Maggie vive e que dá forma à história. O que acontece com ela é inesperado e surpreendente, contudo, também é fundamental para o desenvolvimento da personagem. Esse trauma que a personagem vive, acaba fazendo com o que ela perca a voz e o melhor do livro é vê como as pessoas passam a lidar com essa situação.

O relacionamento da Maggie e do Brooks vai se fortalecendo e se desenvolvendo conforme eles vão passando por todas as fases juntos: a amizade, o amor, as dores e os problemas. O Brooks traz para dentro desse relacionamento a música que passa a ser essencial para vida de ambos, assim como os livros passam a ser o mundo da Maggie.

Sobre o relacionamento da Maggie com os pais e os irmãos, as coisas são mais complicadas porque cada um se abala com o trauma da protagonista por um motivo diferente e a gente vai descobrindo esses motivos ao longo a história. Com isso, passamos a ser capazes de entender melhor as atitudes de cada membro da família.

A simplicidade da escrita da Brittainy despedaça nossos corações ao mesmo tempo que juntas as peças de volta. A autora desenvolve todos os personagens, nos deixando com vontade ter ler um livro de cada um.

Eu já imaginava que seria surpreendida pela autora porque é assim em todos os seus livros, mesmo assim eu não esperava o desfecho brilhante que esse livro teve. Tudo foi uma surpresa: a forma como a história foi criada, o rumo que o livro tomou e as soluções que o final trouxe. É por isso, The Silent Waters se tornou o meu livro favorito da autora.

O livro falou comigo, literalmente. Falou com referências a Harry Potter e Sr. Daniels, falou junto com as citações de como não importa quantas vezes a gente leia o mesmo livro, sempre será diferente.


Sobre a série: esse é um livro independente, sem qualquer ligação aos livros anteriores da série, O ar que ele respira e TheFire Between High & Lo. E a série está sendo lançada pela Editora Record. 

É fã da Brittainy e dos seus livros maravilhosos? Também quer que ela volte logo para o Brasil? E perguntinha importante: qual é a sua capa favorito dentro os livros da série? A minha é a capa do The Silent Waters <3

Beijão,

You Might Also Like

0 comentários