RESENHA: MEU CORAÇÃO E OUTROS BURACOS NEGROS

08:00


Editora: Rocco
Autor: Jasmine Warga
Páginas: 312
Estrelas: 4/5
Um tema amargo, mas necessário. Em Meu coração e outros buracos negros, a estreante Jasmine Warga apresenta aos leitores um romance adolescente que aborda, de forma aberta, honesta e emocionante, o suicídio. Aysel, a protagonista, enfrenta problemas com a família e os colegas de escola, como tantos jovens por aí, e, aos 16 anos, planeja acabar com a própria vida. Mas quando ela conhece Roman num site de suicídio, em busca de um cúmplice que a ajude a planejar a própria morte, num pacto desesperado, a vida dos dois literalmente vira de cabeça para baixo. Aos poucos, Aysel percebe que seu coração ainda é capaz de bater alegremente. E ela precisará lutar por sua vida, pela vida de Roman e pelo amor que os une, antes que seja tarde.


Para quem não sabe, eu digo: uma das minhas temáticas favoritas para ler é sobre suicídio. Eu tenho um apelo grande por esse tema desde "Os 13 porquês", talvez seja pela carga emocional, não sei, mas sei que ainda não encontrei nenhum livro tão bom quanto eles com esse temática.

Meu coração e outros buracos negros não foi uma decepção, muito pelo contrário, mas ainda assim senti que faltou algo enquanto lia a história. Talvez foi a carga emocional que a história pedia e não teve tanto, talvez foi falta de desenvolvimento das relações familiares, ou talvez a combinação de ambos.


O livro aborda o suicídio como a única saída para fugir de um futuro incerto e de um presente de solidão para a protagonista, a Aysel. Por conta disso acaba encontrando Roman em um site de suicídio, com isso eles acabam se tornando parceiros para tiraram a própria vida.

Com o decorrer da história, o relacionamento entre os dois vai acontecendo, assim como o relacionamento entre a Aysel com a mãe e a irmã. Isso foi um ponto positivo e sem estruturado no livro, entretanto, eu senti falta do pai dela no final da história quando ela decide certas coisas. Não a falta da presença do pai em si, mas sim a menção ele.

Confesso que o final me surpreendeu de maneira positiva, pois eu tinha dois finais em mente enquanto lia o livros e de certa forma os dois aconteceram. Todavia, para mim, um epílogo contando sobre como estava a vida dos personagens alguns meses depois, talvez, podia ter acontecido. Queria algo concreto sobre como tudo ficou e não apenas a minha imaginação.


O livro não me fez chorar e não me emocionou da mesma forma que outros livros que abordam o mesmo assunto, como "Os 13 porquês" e "Por lugares incríveis", fizeram, mas assim assim é um livro que eu recomendo. A autora abordou o assunto suicídio com um tom mais leve e mostrando, que no fim, há sempre a esperança. 

SOBRE A CAPA:



Não foi das melhores escolhas da editora não ter mantido a capa original ou pelo menos a paleta de cores da capa estrangeira. Para mim, a capa escolhida pela Rocco é fofa e sutil, ao contrario da história que o livro aborda que é pesada e, a sua maneira, trágica

O que acho da história desse livro? Já leu? Qual a sua opinião sobre a capa?

Beijão, 

You Might Also Like

0 comentários