E-LIA: ABRIL 2016

08:00


Em algum vídeo de leituras anterior, eu falei que falaria dos e-books lido no mês em um post no blog e que só citarias os meus favoritos em vídeo, depois de muito tempo, finalmente estou aqui para fazer isso. 

Abril foi um mês meio parado no quesito e-books lidos, mas estou na torcida para ser diferente em Maio. O meu favorito do mês foi o lançamento da Brittainy C. Cherry, The Fire Between High & Lo, segundo livro da série Elementos (que aliás vai ter o seu primeiro livro da série lançado pela Galera Record ainda esse semestre). 

Sobre os outros e-books que eu li: tive redescoberta de livro no kindle, compra de na Amazon e lançamentos de autoras guilty pleasures <3 


My Soul to Keep foi o livro que achei perdido no meu kindle depois de vê algum falando sobre eles na minha timeline do Facebook. Foi um livro que me surpreendeu porque eu não esperava tanto dele e também me deixou apreensiva sobre o rumo que a história iria levar. É um livro sobre música, sobre como se fazer notar nesse meio artístico. O livro fala sobre o orgulho de aceitar ou não ajuda, sobre privacidade, querer manter as coisas para si e sobre amor a primeira vista. 

Esse primeiro volume da duologia termina com um cliffhanger(?) que me deixou tensa para continuação que mais uma vez me surpreendeu e não seguiu seu rumo com um clichê que imaginei que fosse acontecer pelos eventos que estavam se desenrolando no inicio da história. Fiquei satisfeita com as ações dos personagens e como eles cresceram de um livro para o outro. 

Eu dei quatro estrelinhas para os dois e super recomendo.


Uma outra duologia que li nesse mês foi Sincerly, Carter e Sincerly, Arizona. Esse foi uma descoberta via instagram. O primeiro livro fala do inicio do relacionamento do casal que começou como amigos quando ainda criança e foi se desenvolvendo para algo mais. 

A autora tem uma escrita muito boa que fez o livro voar. Ela seguiu a história por um caminho que me deixou feliz, mas os personagens me irritaram em algumas (várias) ocasiões por serem chatos e não agirem. Já a continuação foi meio (bastante) desnecessária já que foi uma especie de epilogo estendido que poderia ter sido inserido no primeiro livro. 


Bring Me Back tinha todo o potencial para destruir o meu coração, mas ele não fez isso e a decepção foi tão grande que mal coube em mim. 

O livro é bom. Eu gostei como a autora lida com o luto e suas fases na história e por ter um sinopse enigmatística, alguns fatos me surpreenderam, muito porque eu achava que a história iria seguir um rumo e seguiu outro. O que me decepcionou, além da falta de uma grande carga emocional do meio para o fim, foi como os acontecimentos eles ocorreram rápidos demais. Eu esperava um pouco mais de desenvolvimento. 

Quem me acompanha há um tempo já deve saber que eu adoro os livros da Kristen Proby. Eles são uma dos meus guilty pleasure favoritos, o tipo de clichê que eu adoro para passar o tempo. Fusion não é muito diferente dos seus outros romances, mas eu consegui enxergar um amadurecimento na escrita da autora que me deixou contente. 

Também adora ler e-books? Já conhecia esses livro ou autores? O que acho esse post? 

Beijão, 

You Might Also Like

0 comentários