RESENHA: O QUE HÁ DE ESTRENHO EM MIM

08:00


Editora: Arqueiro
Autor: Gayle Forman
Páginas: 224
Estrelas: 4,5/5
GOODREADS | SKOOB | AMAZON | SARAIVA


**Esse livro foi cortesia da editora para uma opinião honesta**

Ao internar a filha numa clínica, o pai de Brit acredita que está ajudando a menina, mas a verdade é que o lugar só lhe faz mal. Aos 16 anos, ela se vê diante de um duvidoso método de terapia, que inclui xingar as outras jovens e dedurar as infrações alheias para ganhar a liberdade.Sem saber em quem confiar e determinada a não cooperar com os conselheiros, Brit se isola. Mas não fica sozinha por muito tempo. Logo outras garotas se unem a ela na resistência àquele modo de vida hostil. V, Bebe, Martha e Cassie se tornam seu oásis em meio ao deserto de opressão.Juntas, as cinco amigas vão em busca de uma forma de desafiar o sistema, mostrar ao mundo que não têm nada de desajustadas e dar fim ao suplício de viver numa instituição que as enlouquece.

Adoro romances, mas sempre fico super empolgada quando o foco da história gira em torno da amizade como foi o caso  desse livro.

A história gira em torno de uma adolescente mal compreendida pelo pai que a engana e a interna em um sanatório/reformatório para meninas problemáticas. E os problemas variam desde pais que acreditam na cura gay, drogas, depressão, anorexia e bulimia, e rebeldia.


Red Rock é um reformatório que nas páginas de revistas e nas entrevistas para os pais passa a impressão de ser o paraíso com curas para problemas inexistentes das adolescentes, mas na real é um lugar que usa as meninas de escravas, fazem abuso verbal diário com elas, tentam colocar umas contra as outras, além de castigos... Mas vou deixar o resto para vocês leram e descobriram.

O livro aborda uma amizade formada dentro das paredes "big brother" de Red Rock e a forma como uma se apoia na outra para não se deixarem acreditar no que são imposto a elas. Sisters in Sanity, ou irmãs insana, como é no original é justamente isso: um grupo de amigas que se tornam irmãs e que possuem um objeto: acabar com a Red Rock.

E elas não querem apenas fugir. Elas querem desmarcar o lugar e salvas todas as outras meninas e isso é o melhor da história.


O livro tem um ritmo constante, com momentos tensos e que me fez ficar na torcidas pela vitória. Também me fez derramar alguns lágrimas com falas verdadeiras e ações comoventes. É um livro movido a música, assim como a protagonista, Britt, que tem uma narração que me prendeu do início ao fim.

Li o livro em um dia e meio e mesmo tendo ficado satisfeita com o final, queria mais, apenas pelo fato de como a história flui e quer saber mais sobre as outras peonagens e sobre o futuro do romance.

É fã da  Gayle Forman? Ficou curioso ou já leu? Me conta nos comentários :)


You Might Also Like

2 comentários

  1. Olá,
    A autora parece gostar bastante de envolver música em seus livros.
    Li os dois de Se Eu Ficar e curti bastante e esse já está na lista.

    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também curti Se eu ficar, mas ainda não li a continuação haha

      Excluir