RESENHA: PARA TODOS OS GAROTOS QUE JÁ AMEI, de Jenny Han

08:00

Editora: Instrínseca
Autora: Jenny Han
Título original: To All The Boys I've Love Before
Paginas: 320
Estrelas: 4/5
GOODREADS | SKOOB | AMAZON | SUBMARINO


Para Todos os Garotos que Já Amei - Lara Jean guarda suas cartas de amor em uma caixa azul-petróleo que ganhou da mãe. Não são cartas que ela recebeu de alguém, mas que ela mesma escreveu. Uma para cada garoto que amou — cinco ao todo. São cartas sinceras, sem joguinhos nem fingimentos, repletas de coisas que Lara Jean não diria a ninguém, confissões de seus sentimentos mais profundos.

Até que um dia essas cartas secretas são misteriosamente enviadas aos destinatários, e de uma hora para outra a vida amorosa de Lara Jean sai do papel e se transforma em algo que ela não pode mais controlar.

Antes de tudo, eu li a sinopse para ter certeza de que não irei falar demais. E segundo, o livro não aconteceu do jeito que eu imaginava conforme ouvi algumas pessoas comentarem. Mas isso é uma coisa boa, porque ele me surpreendeu em todos os aspectos possíveis.

Bom, as cartas que Lara Jean escreve não são cartas de declarações de amor, são mais cartas de término de relacionamento. A protagonista escreve como forma de seguir em frente após o fim de cada paixão. Mas não se engane, a Lara Jean tem apenas 16 anos e são amores de uma vida só – na maioria das vezes.

Eu não quero entrar em detalhes quanto a história, pois quero que vocês tenham a mesma surpresa que eu em alguns aspetos. Portanto eu vou falar sobre os personagens.

Lara Jean tem duas irmãs: Margot – a mais velha – e Kitty – a mais nova. Elas perderam a mãe quando ainda eram pequenas, então a irmã mais velha meio que assumiu esse papel, fazendo com que ela se tornasse uma pessoa irritante na maioria das vezes. Margo – mesmo longe porque vai fazer faculdade na Europa – está sempre presente, e a Lara Jean sempre pensando o que a irmã faria em seu lugar, me irritando um pouco. Kitty se tornou uma das minhas personagens criança favorita. Ela é esperta, super inteligente e sua maturidade é um exemplo.

Temos também o Josh – vizinho, ex-namorado da Margot e também uma das paixões da Lara Jean. Não sei o que pensar em relação a esse personagem, mas digo que a minha torcida não vai para ele.

Aí entra o Peter, a primeira paixão da Lara, porém não sei o que falar sobre ele, sem dar spoilers. Mas digo que eu gostei muito dele. E quero logo ler o segundo livro para saber qual será seu destino.

No fim, eu gostei muito do livro. Li sem parar até terminar. É um livro bobinho, fofinho, amorzinho, mas também é um livro que fala sobre aprender o que queremos e a não depender tanto dos outros. E o fato da Margot ter ido estudar fora do país ajudou muito a Lara Jean a ter um pouco mais de independência e isso foi uma das coisas que mais gostei. 

E sobre o segundo livro: sim, não haveria necessidade de uma continuação, mas eu fiquei muito feliz que tem, e já posso ir direto para ela. Porque, assim, a escrita da Jenny Han é viciante e super recomendo ler em inglês para quem está querendo treinar, porque é fácil, divertida e impossível de largar. Agora não vejo a hora de ler os seus outros livros. 


Já leram Jenny Han? Conta para gente aqui nos comentários :)

Beijos ;*

You Might Also Like

2 comentários

  1. Eu achei esse livro tão fofo que tive que ler a sua sequência logo em seguida. É tão fofo quanto. A Kitty é uma das minhas personagens favoritas, principalmente porque ela diz o que pensa. Acho o Josh muito sem graça, prefiro mil vezes o Peter hahahaa.

    Beijos
    www.cidadedascerejas.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também sou Team Peter <3 E vou ler o PS I still love you esse mês. E a Kitty é demais!!

      Excluir