[RESENHA] Simplesmente Ana, de Marina Carvalho | @liahey

10:00

Editora: Novas Páginas
Autor: Marina Carvalho
Série: Simplesmente Ana, livro 1
Paginas: 304
Estrelas: 3,5/5
GOOREADS | SKOOB | SUBMARINO | AMAZON


Imagine que você descobre que seu pai é um rei. Isso mesmo, um rei de verdade em um país no sudeste da Europa. E o rei quer levá-la com ele para assumir seu verdadeiro lugar de herdeira e futura rainha… Foi o que aconteceu com Ana. Pega de surpresa pela informação de sua origem real, Ana agora vai ter que decidir entre ficar no Brasil ou mudar-se para Krósvia e viver em um país distante tendo como companhia somente o pai, os criados e o insuportável Alex. Mudar-se para Krósvia pode ser tentador — deve ser ótimo viver em um lugar como aquele e, quem sabe, vir a tornar-se rainha —, mas ela sabe que não pode contar com o pai o tempo todo, afinal ele é um rei bastante ocupado. E sabe também que Alex, o rapaz que é praticamente seu tutor em Krósvia, não fará nenhuma gentileza para que ela se sinta melhor naquele país estrangeiro. A não ser… A não ser que Alex não seja esta pessoa tão irascível e que príncipes encantados existam. Simplesmente Ana é assim: um livro divertido, capaz de nos fazer sonhar, mas que — ao mesmo tempo — nos lembra das provas que temos que passar para chegar à vida adulta. 


Se você achar que o livro é super similar aos da Meg Cabot e a Princesa Mia, para mim é justamente isso: uma similaridade. Os livros da Cabot eu já li faz alguns anos, mas pelo que eu me lembre, Simplesmente Ana tem apenas o principio da série O diário da princesa.

Ambos partem do mesmo ponto: órfãs de pai que descobrem serem princesas de um país pequeno na Europa e fim, para mim, ai acabam os pontos comuns entre os livros.
“[...] Havia pouco mais de um mês, era uma garota normal que pensava que o auge da vida seria a viagem a Europa que pretendia fazer quando se formasse. [...] E nunca, jamais mesmo, essa garota fora chamada de princesa na vida [...].”
Ana, uma estudante de Direito de 20 anos, que encontra seu pai perdido via facebook e ele é um rei. Ela é uma personagem interessante, engraçada até. Eu não sei bem que o que dizer sobre os personagens e sobre a história em si, eu não comecei o livros com muitas expectativas, e não foi o melhor livro que li no mês nem nada parecido, mas foi o livro que eu precisava ler no momento.

Depois de terminar Por lugares incríveis, da Jennifer Niven, eu fiquei em uma depressão-pós-livro e precisava de um livro leve com um toque clichê para animar a minha vida e Simplesmente Ana foi o livro certo.

Marina Carvalho tem um escrita leve e que me fez ler o livro super rápido. Ela me manteve interessada do inicio ao fim, mesmo com os defeitos que encontrei no caminho. Eu só larguei o livro quando terminei, e o final foi uma surpresa. Adoro epílogos e adorei a ponte que a história deixou para a continuação que mesmo não achando necessário, estou louca para ler.

Simplesmente Ana é um livro de história mediana com personagens medianos que compensa, e muito, na escrita. É daqueles livros que eu recomendo para ler depois de uma leitura pesado estilo Mara Dyer, Colleen Hoover e afins, e foi excelente para reestabelecer o meu ritmo, rápido até, de leitura. Então se você esta a procura de um livro leve, divertido até certo ponto, com romance clichê esse é o livro.

E pode parece que estou criticando o livro de maneira negativa, mas não estou. Adoro livros assim. Eles são meio que o meu guilty pleasure

Gostou da resenha, tem alguma opinião sobre o livro? Conta para gente nos comentários :) 

You Might Also Like

0 comentários