[RESENHA] Fangirl, de Rainbow Rowell | @liahey

14:30

Editora: Novo Seculo
Autor: Rainbow Rowell
Paginas: 421
Estrelas: 4/5
GOODREADS | SKOOB | ONDE COMPRAR

Diferente de sua irmã gêmea, Wren, que ao crescer deixou o fandom de lado, Cath simplesmente não consegue se desapegar. Ela não quer isso. Em sua fanfiction, um verdadeiro refúgio, Cath sempre sabe exatamente o que dizer, e pode escrever um romance muito mais intenso do que qualquer coisa que já experimentou
na vida real.
Mas agora que as duas estão indo para a faculdade, e Wren diz que não a quer como companheira de quarto, Cath se vê sozinha e completamente fora de sua zona de conforto.
Uma nova realidade pode parecer assustadora para uma garota demasiadamente tímida. Mas ela terá de decidir se finalmente está preparada para abrir seu coração para novas pessoas e novas experiências.

Será que Cath está pronta para começar a viver sua própria vida? Escrever suas próprias histórias?


Rainbow Rowell me conquistou com sua escrita e criatividade que flui ao extremo em Fangirl que consiste basicamente em duas histórias, completamente diferente, dentro de uma. E melhor: conhecemos a fundo o mundo das fanfictions.
“Palavras são muito poderosas [...] e elas ganham ainda mais poder conforme são faladas. Quanto mais ditas e lidas e escritas, [...]”
Em Fangirl somos apresentados a Cath, que é justamente isso: uma fangirl de uma serie de livros chamada Simon Snow (que me lembrou muito Harry Potter). Cath é uma nerd tem medo do novo e quando entra na faculdade, ela quer apenas se esconder em seu quarto, escrever e ir às aulas. Ela briga com a irmã gêmea, fica no auge da preocupação com o pai, é “traída” por um colega de classe e não sabe como lidar com seus sentimentos sobre o melhor amigo da colega de quarto.


Temos uma protagonista o mais próximo da realidade possível, ela tem dramas comum: o relacionamento com a mãe (ou a falta de um); sua irmã e seu novo comportamento; a descoberta do primeiro amor; aulas da faculdade. Mas o livro que tem defeito berrante – mesmo sendo um New Adult, ele tem uma pegada Young Adult um pouco exagerada. Contudo, a autora compensou com pergonagens interessantes e que não são chatos e melosos. 

Os trechos dos livros da saga “Simon Snow” e da fanfiction que Cath escreve aparece o tempo todo ao decorrer da historia – tanto no final dos capítulos, com o quando ela ler partes durante a história – e isso manteve meu interesse pelo livro crescendo. Todo mundo é fã de Simon Snow, mas para Cath, ser fã é sua vida – e ela é realmente boa nisso. Vive lendo e relendo a série; está sempre antenada aos fóruns; escreve uma fanfic de sucesso; e até se veste igual aos personagens na estreia de cada filme.
”A ideia de escrever uma fanfictions – disse ela – é poder brincar com o universo de outra pessoa. Reescrever as regras. Ou alterá-las. [...] Você pode ficar nesse mundo, esse mundo que você ama, quanto quiser, contanto que pense em novas histórias...”
Cath é uma heroína medrosa. Ela te medo do novo, então sua evolução durante o livro a enfrentar seus medos e criar coragens para certas coisas é sem duvidas o melhor da história. Ela cresce e no final acaba fazendo aquilo que mais tinha medo e me deixou querendo mais.



Fangirl é um livro leve e rápido e perfeito para conhecer a escrita suave, mas ao menos tempo profunda da Rainbow Rowell. 


Já leu Fangirl ou algum livro da Rainbow? E o que achou da resenha? Conte para gente nos comentários :)



You Might Also Like

3 comentários

  1. Amei Fangirl. Os trechos da fanfic da Cath no livro foi uma das coisas que mais me fez gostar do livro. Adorei a resenha :D

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Sabia que a Rainbow vai lançar esse ano uma livro, ou um conto, sobre o Simon <3 Estou louca para ler.

    Bjs ;*

    ResponderExcluir
  3. Também gostei muito desse livro, principalmente por eu ser uma Cath da vida (até na parte da irmã gêmea). SimonxBaz será OTP por um longo tempo após essa leitura.

    The Fat Unicorn

    ResponderExcluir