[RESENHA] Mentirosos, de E. Lockhart

15:00

Editora: Seguinte
Autor: E. Lockhart
Título: Mentirosos
Título Original: We Were Liars
Paginas: 
Estrelas: 4/5
GOODREADS | SKOOB | SARAIVA | CULTURA 





Cadence vem de uma família rica, chefiada por um patriarca que possui uma ilha particular no Cabo Cod, onde a família toda passa o verão. Cadence, seus primos Johnny e Mirren e o amigo Gat (os quatro "Mentirosos") são inseparáveis desde os oito anos. Durante o verão de seus quinze anos, porém, Cadence sofre um misterioso acidente. Ela passa os próximos dois anos em um período conturbado, com amnésia, fortes dores de cabeça e muitos analgésicos, tentando juntar as lembranças sobre o que aconteceu. "Emocionante, bonito e devastadoramente inteligente, 'Mentirosos' é absolutamente inesquecível." - John Green, autor de "A culpa é das estrelas" "Uma história assombrosa sobre como as famílias vivem suas próprias mitologias. Triste, maravilhosa e real." - Scott Westerfeld, autor de "Feios" 






O inicio do livro é um saco. Comecei a ler só por causa do burburinho que está na internet por causa dele. A Jess começou a ler e me disse que era chato, então não queria ler, já que temos gosto similar... Até eu ouvi dizer que depois que tal segredo é revelado, tudo passa a fazer sentido. E como passou a fazer.

A protagonista e narradora, Cadence é uma chata, desde antes mesmo do acidente. Ela é submissa ao que a mãe e o avô mandam e mesmo pensando que não gostaria de fazer ou falar algo, eles conseguem fazer a sua. Ela passa suas férias de verão na ilha particular da família, e junto com os primos, Mirren e Johnny, e o amigo, Gat, ele são denominados “os mentirosos”. Particularmente, não vi sentido no nome dado ao grupo. Eles são saiam por inúmeros verões contando mentiras e aprontado horrores (pode até ser por causa da família, mas eu não encaixaria o Gat nessa categoria se fosse assim).

Não vou entrar em detalhes na parte do romance que tem na história porque não é de relevância para a história em si. (não para mim, ao menos).

Depois do acidente que a Cadence sofre e não se lembra de nada, o livro continua perdido e não faz sentido nenhum para mim. Eu simplesmente não conseguia entender todo o drama por traz do tal segredo. Alias, essa coisa se segredo aqui, não posso falar sobre isso ali já estava me dando nos nervos.

Só não larguei o livro por pura curiosidade de entender porque todo mundo estava elogiando o livro e meu deus! Quando chegou a revelação do tal segredo, tudo passou a fazer sentido.
"Se for você quer viver em um lugar onde as pessoas não tem medo de ratos, você deve desistir de viver em palácios" 
Eu estava imaginando diferentes tipos de tragédias, mas depois que tudo é revelado na parte 5, fiquei pensando no que acontece ao decorre da história e tudo passou a fazer sentido. Passei a entender melhor o que a autora quis contar, e acredito que se eu relesse ou lesse pela primeira vez (mesmo não tendo o mesmo impacto), notaria alguns detalhes que entregavam a história.

É um livro delicado para falar sem dar dicas e revelar spoilers. Não desista do livro, o final vale a pena mesmo com a narração chata e confusa que a autora proporciona, ela compensa no final.

SOBRE A CAPA:













Eu não gostei da capa que a Seguinte escolheu. Antes de terminar o livro, eu até achava um capa razoável, mas depois de ler e entender a história, a capa brasileira passou a não fazer sentido nenhum. A capa original faz mais sentido com a história. 


Já leu Mentirosos ou ficou curioso? Conta para gente :) 

You Might Also Like

0 comentários