Resenha | Se Eu Ficar por Gayle Forman

17:00

Editora: Novo Conceito
Páginas: 224
Titulo Original: If I Stay
Estrelas: 4,5/5




Ela sabe que precisa fazer a escolha mais difícil de todas. 

Depois do acidente, ela ainda consegue ouvir a música. Ela vê o seu corpo sendo tirado dos destroços do carro de seus pais – mas não sente nada. Tudo o que ela pode fazer é assistir ao esforço dos médicos para salvar sua vida, enquanto seus amigos e parentes aguardam na sala de espera... e o seu amor luta para ficar perto dela. Pelas próximas 24 horas, Mia precisa compreender o que aconteceu antes do acidente – e também o que aconteceu depois. Ela sabe que precisa fazer a escolha mais difícil de todas. 




Em “Se Eu Ficar”, temos Mia: uma adolescente aparentemente comum, mas com um incrível talento para a música. Em primeiro plano pensei que seria mais um dos já famosos – e ouso dizer, batidos – livros NA com a temática “Rockstar/Musico/Celebridade que conhece uma nerd (sem nenhum atrativo) e se apaixona sem razão aparente”, mas a trama alcança um nível de profundidade inesperado. Em segundo plano, conhecemos Adam, (seu namorado), seus pais, seu irmão Teddy, e sua melhor amiga Kim. Quando um acidente de carro muda a vida de Mia para sempre, ela se depara com a mais difícil das questões: “ir” com sua família ou “ficar”?

“E enquanto contemplo isso, eu penso no que a enfermeira disse. Ela está controlando o show. E de repente eu entendi o que o vovô estava realmente perguntando à vovó. Ele ouviu a enfermeira também. Ele entendeu antes de mim. Se eu ficar. Se eu viver. Depende de mim”.

É importante afirmar que Se Eu Ficar não é apenas um livro centrado apenas no romance entre Mia e Adam, mas também nos relacionamentos que permeiam a vida de Mia, sua relação com sua família e amigos. O que fez o livro ficar mais interessante, foi o modo como foi apresentado: em dois tempos – o passado e o presente – nos mostrando essa dualidade pertinente ao conflito... Os motivos pelos quais ela deve ir e os motivos para ela ficar.

“Isso sempre fazia Kim rir. “As pessoas acreditam no que querem acreditar”, ela disse”.

Como construção do personagem, eu não morri de amores pela Mia. A autora se focou tanto na trama em si e em construir as relações, os ganchos, os acontecimentos, e não se focou na Mia enquanto pessoa – o que, ao meu ver, a deixou um pouco superficial. Seus conflitos e dramas são típicos de uma adolescente insegura, e isso me irritava às vezes. Não consegui me identificar com a Mia, e muito embora eu tenha adorado o livro (e soltado algumas lágrimas, haha), não entrou para o meu hall de favoritos por essa falta de identificação com a personagem principal, o que me impediu de dar nota máxima.

O que me encantou de fato, além dos relacionamentos abordados, foi o modo como esse livro me fez refletir. Fez eu pensar “o que eu faria se fosse eu?”. Gosto de livros que me marcam e me fazem sentir. Forman conseguiu exatamente isso com Se Eu Ficar... Me fazer sentir.

“Algumas vezes você faz escolhas e algumas vezes escolhas fazem você”.


Se Eu Ficar terá sua adaptação para o cinema, estrelada por Chloe Grace Moretz e Jamie Blackley no papel de Mia e Adam. A continuação do livro “Para Onde Ela Foi” em breve sairá aqui n'O Espaço ;)


E você, ficaria? 

You Might Also Like

2 comentários

  1. Jess! Que legal que você tbm tem um blog! <3
    Coloquei esse livro a minha lista de desejos young adult e agora fiquei com mais vontade de ler! Adorei sua resenha sincera, espero ver muitas outras! Beijoca :*

    ResponderExcluir
  2. Adorei a resenha! Indo direto aos pontos, e sem spoilers rs

    ResponderExcluir