Resenha | Métrica por Colleen Hoover

13:00


Editora: Galera Record
Paginas: 304
Titulo Original: Slammed
Estrelas: 5/5

É mais do que uma simples historia de amor proibido.


O romance de estreia de Colleen Hoover, autora que viria a figurar na lista de best sellers do New York Times, apresenta uma família devastada por uma morte repentina. Após a perda inesperada do pai, Layken, de 18 anos, é obrigada a ser o suporte tanto da mãe quanto do irmão mais novo. Por fora, ela parece resiliente e tenaz; por dentro, entretanto, está perdendo as esperanças. Um rapaz transforma tudo isso: o vizinho de 21 anos, que se identifica com a realidade de Layken e parece entendê-la como ninguém. A atração entre os dois é inevitável, mas talvez o destino não esteja pronto para aceitar esse amor.



Inspirador e genuíno. Nada descreve Métrica melhor de que essas palavras. A história flui de maneira simples e ainda sim, brilhante. Os personagens não incríveis, cada um deles em sua maneira. E foi uma jogada de gênio que só a Colleen Hoover poderia fazer de citar as musicas do Avett Brothers (que é uma das minhas bandas favoritas) no inicio de cada capitulo e mostras como até musica pode ser feito através de poesia.

“Um garoto que eu estou seriamente, profundamente, loucamente, incrivelmente e inegavelmente apaixonada. Ele me ensino que a coisa mais importante de todas... É enfatizar a vida.”

Métrica é mais do que apenas uma simples historias de amor. É mais do que um livro que fala sobre a dificuldade do casal principal em ficar juntos. O livro mostra que dor, amor, luto, felicidade... Todos esses sentimentos podem coexistir juntos contando que haja aceitação pelo que cada um é de verdade. E que lidar com esses sentimentos é essencial para seguir em frente.

“Três dias atrás, eu estava devastada, com raiva e sem esperanças. Hoje pela primeira vez em meses, acordei me sentido feliz.”

A autora usou a poesia para que os personagens pudesse lidar com toda essa mistura de sentimentos e usou de forma fenomenal. Os slams apresentados na historias são maravilhares, você vibra, chora e rir com cada um deles de uma maneira diferente. Durante todo o livro, você passar por todos os sentimentos possíveis juntos com os personagens. É como eu sempre digo: os livros da Colleen rodam com um filme durante a leitura.

O livro faz analogias impensáveis, e  “esculpindo aboboras” é de longe a melhore. Essa analogia se refere a recusa protagonista para lidar os problemas que estão acontecendo em sua volta e a forma como isso é lidado durante a historia é sem duvida sensacional.

“Amplie seus limites, Lake. É para isso que eles existem.”

Toda serie métrica tem um poder de simplicidade, mas esse, o primeiro, o início de tudo, tem um baque especial porque mostra os personagens lidando com a perda de maneira que os outros não mostram tanto. Mas ao mesmo tempo é uma leitura tranquila sem se torna confuso.

Mas acima de tudo, não teve uma única mensagem que não tem sido transmitida com exemplos deslumbrantes seguidos por personagens esplêndidos. Métrica foi o meu primeiro livro da Colleen, e no primeiro livro ela se tornou uma das minhas autoras favoritas



Já leu Métrica? O que achou? Deixe seus comentários aqui no blog, ou fale com a gente no Facebook ou Twitter.

You Might Also Like

0 comentários